Home - Sentir prá Ver

Sentir prá Ver

Gêneros da Pintura na Pinacoteca de São Paulo

A exposição “Sentir prá Ver” apresenta 14 reproduções fotográficas de obras pertencentes ao acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo. A seleção abrange obras brasileiras do final do século XIX a meados do século XX e ilustra os principais temas das artes plásticas:natureza-morta, retrato, cenas, marinha, paisagem rural, paisagem urbana e abstração. Para garantir a participação efetiva e autônoma de todos os públicos, com ou sem deficiência, respeitando as suas diferenças e necessidades, a exposição “Sentir prá Ver” foi concebida segundo padrões de acessibilidade universal, cujo objetivo é facilitar o acesso e apreciação da arte por meio não somente do sentido visual, mas também por outros sentidos, como o tátil, o auditivo e o olfativo, fazendo da cultura e do seu patrimônio artístico um real instrumento de inclusão social.

Amanda Fonseca Tojal
Curadora da Exposição

Itinerância

A exposição “Sentir prá Ver” é itinerane e já percorreu 5 diferentes espaços expositivos. Não perca a oportunidade de visitar essa exposição inovadora e descobrir as maravilhas da arte de uma maneira envolvente e emocionante. Aproveite essa oportunidade imperdível e junte-se a nós nessa jornada pela expressão artística inclusiva.

pinacoteca

Onde tudo começou!

Pinacoteca de São Paulo

De Abril à julho de 2012

Onde estamos agora?

Por onde estivemos?

Mídia

Notícias e artigos vinculados na mídia, que abordam a importância e o impacto da exposição “Sentir prá Ver”. Além disso, apresentamos depoimentos inspiradores de visitantes que tiveram a oportunidade de explorar e se envolver com as obras de arte. Uma visão abrangente e envolvente, mostrando o alcance e a relevância dessa exposição única e enriquecedora.

Obras

Explore a diversidade da História da Arte através de uma seleção de pinturas representativas. Essas obras abrangem temas como Natureza-Morta, Retrato, Cena, Marinha, Paisagem Rural e Urbana e Abstração.

Pedro Alexandrino

Pedro Alexandrino

Esse quadro foi pintado por Pedro Alexandrino, um artista brasileiro que iniciou sua carreira de pintor com apenas onze anos de idade e se tornou um especialista em naturezas mortas, sendo conhecido por sua habilidade em reproduzir com exatidão os efeitos e as consistências dos materiais. Estar de frente às suas obras é como estar de frente aos próprios objetos!

ler mais
Carlos Scilar

Carlos Scilar

Essa obra foi pintada em 1983 por um artista brasileiro chamado Carlos Scliar. Ao contrário da obra de Pedro Alexandrino, os elementos pintados por Scliar não imitam fielmente o real; suas formas são simplificadas e alongadas e expressam o que ele considerava essencial nos objetos.

ler mais
Leopoldo Raimo

Leopoldo Raimo

Na obra de Leopoldo Raimo as formas não obedecem a nenhum rigor geométrico ou matemático; ele criava com liberdade de gestos e pinceladas. Suas formas são naturais e livres, parecendo manchas espalhadas sobre um plano.

ler mais
Maurício Nogueira Lima

Maurício Nogueira Lima

Esta obra foi pintada em 1952 por um artista brasileiro chamado Maurício Nogueira Lima. É uma obra abstrata, composta por figuras geométricas nas cores vermelha e amarela sobrepostas por linhas horizontais, verticais e transversais na cor preta. A composição do artista, ou seja, a maneira como ele organizou esses elementos, parece mais uma construção!

ler mais